A tal poluição sonora

poluição sonoraEm quatro dias, muitas homenagens e festas. Na última sexta-feira (12), o Brasil celebrou N. Sra. Aparecida e o Dia das Crianças. No domingo (14), os paraenses se uniram em uma só massa na procissão do Círio de Nazaré, o Natal dos paraenses. Ontem (15), lembramos os professores e suas virtudes, apesar do descaso de muitos governantes com a classe. Entretanto, o motivo de citar as datas comemorativas é para cobrar outro assunto: poluição sonora. Como assim? Ora, a ideia que se tem é que tanta comemoração seja acompanhada de muito barulho. Mas não estou reclamando do coro de milhões de pessoas, dos efeitos sonoros de centenas de brinquedos ou das vozes que parabenizam os professores e esses, agradecem. A poluição sonora a qual me refiro é aquela dos sons automotivos.  É aquele que incomoda a vizinhança, estremece as vidraças e – pasmem – atrapalhou até a missa da noite na igreja central da cidade. É aquele que vi e ouvi neste domingo à noite. Enquanto os jovens – e também alguns adultos – irresponsáveis em propagar em altíssimo som, letras de músicas pornográficas ou somente as bate-estacas eletrônicas, os pais, filhos e outras pessoas que gostariam de transitar pelo calçamento da orla do cai, olhando a beleza bucólica do rio, são impedidos. Há um tempo, havia policiamento que tentava controlar o caos ruidoso, mas hoje não vemos mais uma guarnição que coíba o ato criminoso. Será que o direito desses motoristas e amigos de ouvirem o que se gosta – normalmente de gosto duvidoso – se sobressai à paz que a coletividade espera encontrar numa tarde de domingo? Infelizmente, acabei voltando para casa e fui rever imagens do círio enquanto minha filha brincava com a charrete musical que dei a ela. Na manhã seguinte, acordei e parabenizei minha esposa, professora dedicada à profissão. Viva Nossa Senhora, vivam as crianças, vivam os professores! Fora os tuntz-tuntz fora de hora!

Anúncios

Gostou? Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s