Somente aplausos

aplauso1ANIMADODezessete de junho. Nas ruas, o povo. Nas tevês, a massa. Nos debates, o protesto. Nas mentes, mudanças.
Dezessete de junho. Não importa a cidade. De São Paulo a Belém. Milhares de brasileiros, de todas as idades e todas as cores (somos uma só raça). Juntos, unidos, de dia, de noite, na chuva, no sol.
Uma data que reuniu mais de 150 mil pessoas espalhadas cobrando, reivindicando. Alguns usaram de violência. Desculpem, mas nada justificável.
Em um dia histórico para o país, com ou sem ufanismo, seja qual foi o motivo, todos juntos. Com cartazes e faixas. Com a própria voz. Unidos na principal avenida de acesso de Belém.
Na capital paraense, não importava se remista ou bicolor, se morador dar Terra Firme ou de Canudos, de Nazaré ou Batista Campos.
Vi(vi) algo que não esperava ver no país. Começou a revolução? Se sim, que ela sirva para a próxima eleição. Que a mentalidade de se exigir respeito aos nossos direitos, dinheiro, dignidade, vida seja respeitada.
Em um dezessete de junho. Uma segunda-feira que poderia ser como tantas outras, mas que cada um fez a diferença.
Um poeta inglês escreveu: “Nenhum homem é uma ilha; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”.
Hoje, não foram ouvidos sinos. Para cada um de vocês, aplausos.

Anúncios

Gostou? Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s