Sabe de nada, inocente.

Ser “ordinária” é palavrão? É o quê? Tanta coisa desrespeitando as mulheres. As músicas que milhares de jovens cantam diariamente, então, nem se fale. “Sobe o vestidinho”, “tá doida, é?”, “arrocha que ela gosta” e por aí vai, são exemplos, mas a palavra “ordinária”, não pode. Exploração dos corpos femininos em programas de auditório ou […]

Leia mais Sabe de nada, inocente.

Doce, doce, doce…

O SER, verbo que vinha com várias virtudes para os homens de bem, já foi explicado por vários filósofos e tinha como base o conhecimento, os valores morais etc. Daí, com o consumismo desenfreado alimentado pela propaganda, a essência de quem você era deu espaço para o TER. Quais itens você possui, quantos você possui […]

Leia mais Doce, doce, doce…

Um vazio…

Um vazio. Talvez esse adjetivo demonstre o quanto não surpreendeu o baixo número de pessoas presentes na Câmara Municipal para ouvir e discutir um assunto tão comentado em toda a cidade. Na pauta da sessão extraordinária, os transtornos causados pelas obras que prometem um sistema de abastecimento de água e das redes de coleta de […]

Leia mais Um vazio…

Viu o tal clipe oficial da #Copa2014? Um monte de peito, bundas e nossa! o Brasil só tem gente gostosa?

Publicado originalmente em Marli Gonçalves:
Reclamam, mas deem uma olhada no tal filmete. Propaganda sexual, com as muié tudo com abajur de b… e mulatas rebolando e … Pergunto: – Quem é esse cara que parece o Paulo Gustavo? – Que coisa mais ininteligível é essa? – O que a Jennifer Lopez tem a…

Leia mais Viu o tal clipe oficial da #Copa2014? Um monte de peito, bundas e nossa! o Brasil só tem gente gostosa?

Mães

Mães que geram, que criam, que cuidam, que choram, que riem, que amamentam, que balançam, que cantam, que ninam, que trocam, que acariciam, que acalentam, que amam. Há mães meninas, mulheres, avós, sós. Há mãe(drastas). Tem pai que é mãe. Tem mãe que é pai. Tem filhos das mães que erram e as magoam. Tem […]

Leia mais Mães

Como nossos pais?

A imprudência de um irresponsável em segurar uma criança (próprio filho?) do lado de fora em uma praia paraense demonstra o nível de educação que temos e que está sendo difundido pela mídia, inclusive, pelos “novos cantores”. Uma prova? “Quando ela bebe, ela fica louca (…) a gata endoidou e deu uma empinadinha em mim […]

Leia mais Como nossos pais?