Mães

maeMães que geram, que criam, que cuidam, que choram, que riem, que amamentam, que balançam, que cantam, que ninam, que trocam, que acariciam, que acalentam, que amam.
Há mães meninas, mulheres, avós, sós. Há mãe(drastas).
Tem pai que é mãe. Tem mãe que é pai. Tem filhos das mães que erram e as magoam.
Tem mães sem filhos porque já foram. Tem filhos sem mães porque elas se foram.
Mães de todos os tipos. Tipos que podem ser encontrados em milhares de mães.
Há mães batalhadoras, trabalhadoras, cozinheiras, faxineiras, bancárias, médicas.
Há mães que só geraram, mas não deixam de ser mãe. Há mães que não geraram, mas se tornaram mães, de alguma forma.
Há mães que pecam, matam, somem, sufocam, se perdem por diversas razões. Seria m(á)ães?
Tantas mães. Tontos filhos. Embriagados de amor ou saudade que ficou.
Mães. Simplesmente…
Mães.

Pequena e singela homenagem para minhã mãe (casa da mãe Joana), para minha esposa Denise e todas as mães que conheço.

Anúncios

Gostou? Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s