A triste realidade do racismo

“Dizei-me vós, Senhor Deus, se eu deliro ou se é verdade tanto horror perante os céus?!”. O trecho do poema Navio Negreiro, um marco na história do romantismo brasileiro e escrito por Castro Alves, o “poeta dos escravos”, parece se encaixar perfeitamente ao que temos diariamente estampado em jornais e noticiários televisivos. Não me refiro […]

Leia mais A triste realidade do racismo

Lágrimas para quem?

Ontem, independente de há quanto tempo, chorei. Foi quando vi que não teria mais a presença de alguém especial da minha família. Chorei ao me despedir de minha avó. Também chorei quando soube que uma grande amiga, estava doente e com o tempo de sua missão terrena diminuindo por causa de uma doença. Chorei por […]

Leia mais Lágrimas para quem?