De volta pro aconchego

DSCF9802 copiar.jpgAh, que saudades sentia da minha bela morena com aroma de manga, tucupi e açaí. Do beijo doce de cupuaçu, do tremor do jambu e do calor que nos abraçava antes da chuva refrescante.
Como sentia falta das conversas com ela sob os túneis feitos por imponentes mangueiras centenárias e dos amigos da infância.
aventura.jpgÀs vezes, atravessava 800 quilômetros para estar perto dela, enfrentando areia, lama, poeira, sol, chuva, atoleiros, boiadas, pontes caídas, balsas improvisadas e outros tipos de intempéries.
A deixei há quase uma década, depois de ter conhecido outras pessoas, me tornado pai e ter feito parte de uma grande obra e, agora, trabalhar numa empresa bicentenária.
São nove anos de caso com uma linda princesinha que vive às margens do Rio Xingu.
DSCF9873.jpgAté conheci outra, linda, às margens do Atlântico, no local em que o sol nasce primeiro em toda a América.
Só não houve oportunidade de ficarmos juntos. Por enquanto.
Agora, uma parte de mim vai ficar para trás. Também momentaneamente.
Estou de volta. Estarei a cada dia buscando qualificação e crescimento profissional. Sei que dará tudo certo.
Quem disse que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar? A expressão, clichê, serviu para mim.
Depois de desistir do chamado dela há menos de oito meses, não resisti e fui atrás. Ela me aceitou de novo.
Sim, estou de volta.

Anúncios

Um comentário

Gostou? Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s