Clichês sem paetês.

“Não, senhor, ‘tava’ passando”. COVARDE!

“Não tive a intenção”. MENTIROSO!

“Foi num momento de raiva”. FRACO!

“Disparou sem querer”. MEDROSO!

“Ela ‘tava’ incomodando”. CANALHA!

“Sou trabalhador, eu”. VAGABUNDO!

“Peço desculpas”. APODREÇA!

“Precisamos dar um basta nisso”. FALSO!

“Ele sabia”. CARA-DE-PAU!

“Não sabia”. TRAIDOR!

“Vamos apurar”. TRAPACEIRO!

“Que acidente foi esse? Não tenho nada com isso”. BANDIDO!

“Ela me provocou”. DOENTE!

“Vamos combater o crime”. SONHADOR!

Tantas frases com respostas prontas.

E se a democracia que pensávamos estar servindo já não existe, e a República tornou-se o mal que temos lutado para destruir? (Padmé Amidala)

“Então é assim que a liberdade morre… com um estrondoso aplauso”. (Padmé Amidala)

Anúncios

Gostou? Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s