Faz escuro, mas eu canto…

screen-shot-2017-10-17-at-6-42-20-pm
Foto: IstoÉ Gente

Até anteontem nunca tinha escutado falar em Nara Almeida, modelo influenciadora digital maranhense, que faleceu por conta de um câncer no estômago.
Mesmo eu, quando possível, navego e leio sobre política, esporte, música, jogos etc.
Me surpreende que uma jovem aos 24 anos tenha sido acometida por uma doença que, quase sempre, é silenciosa, e que mesmo assim mantinha um espontaneidade e crença inabalável junto aos seus quase 4 milhões de seguidores.
Diferente de outros influenciadores, ela não fazia humor nem tecia comentários críticos sobre política ou outra área. Ela falava de si mesmo.
Uma reportagem publicada ontem no portal UOL me fez conhecer um pouco mais sobre a linda mulher que partiu cedo e deixou saudade em todos que a conheceram.
Lembrei da minha amiga Samanta. Meu pai uma vez disse que essa minha amiga “transmitia uma paz”. Um câncer também a levou, só que aos 36 anos.
No texto (tem o link aí em cima) são apresentadas verdadeiras lições e que servem para muitos (ou para todos aqueles que ainda acreditam que dias melhores virão).
A primeira fala sobre comemorar cada pequena vitória. Simples. Sou pai e vibro com cada descoberta e conquista da minha filha. Não só dela, mas dos meus filhos, dos meus pais e, lógico, minha mesmo.
Outra mensagem que ela deixa é nunca deixarmos de acreditar no amor. Haja o que houver.
Lembro de uma história de uma pessoa que abandonou a outra quando soube de uma doença terminal. O que sentia pela pessoa amada não era amor.
O amor permanecerá, seja aqui em Altamira, em Belém ou além-mar.
Para entender mais sobre isso, basta lermos a definição que Paulo fez em Coríntios.
Nara também questionava padrões estéticos, mesmo sendo ela mesmo uma modelo. Quando resolvi perder peso, muitos achavam que não conseguiria. Outros tantos que o resultado se deu por conta de cirurgias ou medicamentos. Claro que cada caso é um caso, mas para mim, o principal, foi a dedicação e o foco de que conseguiria. E olha que ainda falta muito para minha meta.
E convenhamos, “só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos” (Antoine de Saint-Exupéry).
A influenciadora também perdoou a mãe. O perdão verdadeiro é coisa difícil de se dar, mas quando você descobrir como faz bem para você mesmo, fica mais fácil. Já me perdoaram. Já perdoei. O alento que isso nos dá é sem igual.
A doença dela a levou para um quadro depressivo. Às vezes, leio por aí que a depressão é “frescura”.
Conheço uma mãe que perdeu o filho de 15 anos por conta disso.
Conheço pessoas que sofrem com isso.
Não, não é só coisa passageira. Precisamos, na verdade, dar o total apoio para ajudar quem convive com essa doença mental, mesmo parecendo que de nada adiantará.
Com tantos valores a ensinar, ela mostrou que todos somos capazes de empreender. Ok, tem certos conceitos que estão na moda e que não engulo, mas todo conhecimento é válido e toda iniciativa leva a um aprendizado.
O que não podemos é ficar parado olhando o trem da vida passar, lamentando dia a dia sobre o que poderíamos ter feito e não fizemos.
Para somar a tudo isso, a amizade que ela tinha mostra que realmente “nenhum homem é uma ilha isolada” e que a solidariedade traz, independente de ganhos, emoções que nunca serão esquecidas.
Que o diga a educadora de um curso que participei. Ela comentou sobre a vivência de um dia vestida de palhaça para animar crianças no Hospital Barros Barreto, em Belém.
Para finalizar, o humor é a chave de tudo. Somando-se com a esperança ambos trazem a certeza de que, no fim, tudo acaba bem. Mesmo que não aceitemos ou não concordemos.
Até ontem, nunca tinha ouvido falar dessa Nara. Pena conhecê-la através de sua morte.
Já suas lições de vida, resumidas nesse “textão”, precisam ecoar além de qualquer rede social.

“Faz escuro, mas eu canto por que amanhã
vai chegar.
Vem ver comigo companheiro, vai ser lindo, a cor do
mundo mudar”.
Faz escuro, mas eu canto (Nara Leão)

Anúncios

Gostou? Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s