Por que a gente é assim?

“A capacidade de perdoar vai determinar a qualidade do resto da sua vida mais do que qualquer coisa”. Perdoo os que me fizeram mal. Na verdade, não me fizeram. Eu fiz a mim mesmo. Fica o registro. “O fato é: cada um de nós é a soma dos momentos que já tivemos. E de todas […]

Leia mais Por que a gente é assim?

Meia-noite em Paris

Há um filme chamado Meia Noite em Paris em que o personagem principal admira e assume ser apaixonado pela década de 20. Lá, no passado, uma jovem de prenome Amanda e que seria uma das amantes de Picasso e outros pintores, afirma que admira e assume ser apaixonada pela virada do século, no período da […]

Leia mais Meia-noite em Paris

O céu continua em festa

Anos 70, 80 e 90. Michael Jackson, Roberto Bolaños (Chaves), Ayrton Senna. Não necessariamente nessa ordem. Três estilos, três ídolos, várias gerações. Michael revolucionou o videoclipe. Bolaños fez humor sem apelação. Senna encantou uma geração. O legado de Thriller está perpetuado na música pop e seu estilo inovador. O sucesso do criador de Chaves estará […]

Leia mais O céu continua em festa

Uma ideia nunca morre

Resolvi esperar a decisão do terceiro lugar para terminar esse texto, começado depois da partida entre Brasil e Chile, decidida nos pênaltis. Alguém me perguntou porque se chorava tanto naquela decisão, assim como milhares de brasileiros país afora. Eu fui piegas também e quase deixei as lágrimas escorrerem enquanto parecia ouvir “sou brasileiro, com muito orgulho”. […]

Leia mais Uma ideia nunca morre

Mizaru Kikazaru Iwazaru

“Olha a banana; ovo e uva boa; mulher bonita não paga, mas também não leva”. Todas essas e muitas outras frases que todo mundo já ouviu ao frequentar uma feira deviam fazer parte da rotina do Luiz Silva, vereador. Em seu terceiro mandato legislativo, o vereador foi encontrado morto, envolto em mistério para a família. […]

Leia mais Mizaru Kikazaru Iwazaru

Mudar é preciso

Dentre tantos conceitos encontrados na internet, para a palavra jornalista, alguns comparam o profissional ao abutre. Não que eu concorde, até porque já senti na pele o que é ser jornalista, mas na semana passada, o grasnado não veio de quem portava um microfone ou uma câmera. A presa foi um jornalista e toda a […]

Leia mais Mudar é preciso

Telefone pra quê?

Não existe treco que mais perturba o ser humano que o tal do telefone. Você está no melhor do sono e o “são 6h, é hora de levantar” te incomoda. Vai tomar banho e justamente quando está todo ensaboado, lá está ele gritando novamente. O café é interrompido para atender a ligação de uma amiga […]

Leia mais Telefone pra quê?

O perigo de uma única história

Profissão? Repórter! Sim, repórter mesmo. O charme da profissão ainda existe? Sim, existe mesmo. Mas não é o mesmo de anos atrás. Ou é? Vocês já viram a palestra, em vídeo, da escritora nigeriana Chimamanda Adichie? Ela trata de poder e estereótipos e, como o nome indica, sobre o perigo de uma única história. Não […]

Leia mais O perigo de uma única história

E quando se está do lado negro da força? (Cayo Vinicius)

Muitos profissionais de Relações Públicas são contratados para assessorar uma empresa na construção de uma reputação sólida. Horas e horas de trabalho árduo estão envolvidas neste processo. Quase sempre é necessário fazer uma grande reforma na empresa: criar ou melhorar o canal de relacionamento com os públicos de interesse, estar sempre de olho na qualidade […]

Leia mais E quando se está do lado negro da força? (Cayo Vinicius)