Crianças (I)

Dia das crianças. Quem são nossas crianças?
Mortas, vítimas. Agressivas, vítimas. Inocentadas, vítimas. Agredidas, vítimas.
Cada vez em que se veicula histórias envolvendo crianças ou adolescentes o tema sobre maioridade penal volta à cena.
Meninas espancam menina por causa de ex. Menino desaparece sem deixar vestígios. Outro é assassinado depois de uma vida de crimes.
Menina é jogada de edifício. Menina é estuprada. Menino rouba e PM é acusada de homicídio.
Tantas notícias e ninguém quase atenta para o fato do que elas trazem nas manchetes ou entrelinhas: crianças.
Quem é pai sabe o quanto vale viver uma vida pelos filhos. Quem é mãe sabe o quanto é dolorido ver o sofrimento de um filho.
Dias das crianças chegando. Problemas sociais, financeiros, psicológicos? Crianças.
Nossa Senhora de Nazaré, proteja nossas crianças. De novo. E sempre…

Nem consigo raciocinar direito… Estado de tristeza e pesar pelas famílias destroçadas.

Anúncios

12 de outubro: o que celebrar? (parte I)

http://www.politicanarede.com.br/solta-o-verbo/dia-das-criancas-procon-baiano-e-ibametro-vao-as-ruas-2/Não estamos longe da celebração de mais um dia das crianças, a data dedicada aos pequeninos (e de muita felicidade para lojistas). Dias atrás, um relatório da ONU revelou que a taxa de mortalidade infantil no Brasil caiu 75% em pouco mais de 20 anos. Ponto pra nós. No Pará, mesmo com a redução de 54,8%, ficou aquém do objetivo traçado pelas Nações Unidas. Porém, se consideramos as notícias recentes, o que temos a comemorar?
Histórias macabras que parecem mais roteiro hollywoodiano estão se tornando comum. São casos como o dos meninos ingleses, ambos com dez anos, responsáveis pelo assassinato de uma criança de dois anos de idade, em fevereiro de 1993, na Inglaterra. Continue Lendo “12 de outubro: o que celebrar? (parte I)”