Gente inocente vai pro céu

Aqui em Altamira, a barbárie tomou conta tem um tempo. Infelizmente, ainda tem gente que compartilha as fotos no intuito de alimentar a fome mórbida de pessoas que desconhecem que isso é falta de respeito à memória do morto e da família. Mesma situação quando se tem casos de suicídio. Uns afirmam que se você … Continuar lendo Gente inocente vai pro céu

Recordação de tragédia anunciada

Quem recorda da foto de um menino sírio morto numa praia da Turquia? A fotografia foi comentada, retuitada e apontada como representativa da gravidade da situação que assola aquela região e envolve questões políticas, econômicas e migratórias. A tragédia do naufrágio no Rio Xingu, próximo ao município de Porto de Moz, no sudoeste do Estado, … Continuar lendo Recordação de tragédia anunciada

Força estranha

Eu vi um menino correndo, mas não vi o tempo brincando ao redor do caminho daquele menino. Atrás dele, outros garotos que buscavam ofendê-lo, agredi-lo, espanca-lo. Ou foi somente uma queda? Da dúvida, a certeza: morte. Bullying surgiu como a palavra da vez, mas os assédios morais ou físicos sempre existiram. Culpa de uma mídia … Continuar lendo Força estranha

Infância roubada…

Há quase dois anos e meio postei o texto Virgem de Nazaré, projeta nossas crianças. Travava, entre outras coisas, sobre a morte do adolescente conhecido como “sombra do demônio”, que já passava a ser personagem de vários casos de furto e roubos em Altamira, no sudoeste do Pará. Agora, em São Paulo, outro caso me … Continuar lendo Infância roubada…

O vestido de festa

A professora chega à sala de aula. Na escola, festinha (atrasada) em homenagem às mães. Triste, uma aluna fica encolhida e toda desconfiada no canto da sala, numa cadeirinha velha e a mesa não muito diferente. _ O que você tem, meu anjo? – questiona a “tia”. Nada. Nenhuma resposta. Só um fio de lágrima … Continuar lendo O vestido de festa

Só nos restam canções de despedida

Um universitário e uma criança. No ônibus que o levaria para uma excursão, amigos o viram sucumbir diante de bandidos covardes que atiraram sem motivo aparente. O fisioterapeuta de amanhã, Lucas, teve a vida interrompida na madrugada. Na festa de aniversário, coleguinhas viram criminosos trocarem tiros com um policial e a pequena Ana, de oito … Continuar lendo Só nos restam canções de despedida

A precoce erotização de nossas crianças

O Ministério Público quer abrir inquérito porque uma linda menininha de oito anos canta letras de duplo sentido e dança com apelo sexual. Mais ainda, o pai da jovem prodígio, afirmou que “não obriga sua filha a fazer nada”. Uns dizem que as letras não são pornográficas, mas sim, adultas. Ponto. Outros dizem que é … Continuar lendo A precoce erotização de nossas crianças

Dia das Mães (II)

Mother, madre, mutter, الأم, mère, אמא, moeder, 母, mater, мать, mor. Reia, na mitologia grega e Cibele, na romana. Virgem Maria, para os cristãos. Não importa o idioma ou história, essa é a mesma mulher que adota, carrega, carregou ou criou um ou mais filhos. A data celebrada no segundo domingo de maio no Brasil, … Continuar lendo Dia das Mães (II)

Caminhada de protesto contra violência a crianças e adolescentes em Altamira

Professores, servidores, pais, alunos, grupo de desbravadores e membros da sociedade civil organizada realizaram na última quarta-feira (4), uma caminhada pelas ruas ao redor da escola municipal José Edson Burlamaqui de Miranda, em Altamira, no sudoeste paraense. O movimento é parte da campanha que cobra das autoridades locais a diminuição dos índices de violência. Em … Continuar lendo Caminhada de protesto contra violência a crianças e adolescentes em Altamira

O céu continua em festa

Anos 70, 80 e 90. Michael Jackson, Roberto Bolaños (Chaves), Ayrton Senna. Não necessariamente nessa ordem. Três estilos, três ídolos, várias gerações. Michael revolucionou o videoclipe. Bolaños fez humor sem apelação. Senna encantou uma geração. O legado de Thriller está perpetuado na música pop e seu estilo inovador. O sucesso do criador de Chaves estará … Continuar lendo O céu continua em festa

Prosa com quem leio

Às vezes eu paro e fico a pensar… Bom, esse trecho de uma canção muito entoada na maior festa religiosa do Pará e, com certeza, do mundo nos remete ao Círio de Nazaré, realizado no segundo domingo de outubro e considerado o Natal dos paraenses. Só que isso é assunto para outro texto. Em relação … Continuar lendo Prosa com quem leio

Lágrimas para quem?

Ontem, independente de há quanto tempo, chorei. Foi quando vi que não teria mais a presença de alguém especial da minha família. Chorei ao me despedir de minha avó. Também chorei quando soube que uma grande amiga, estava doente e com o tempo de sua missão terrena diminuindo por causa de uma doença. Chorei por … Continuar lendo Lágrimas para quem?