Do desastre em Paris às brasas da censura

Além do incêndio em Paris, o medo das brasas da censura reacendeu no Brasil

Anúncios

Respeito também não tem etiqueta

Respeito também não tem etiqueta: "Eu ia dar só na cara dela”. A frase pode ser atribuída a um homem? Quase sempre é o que se imagina, porém eu a ouvi de uma mulher, na frente da filha de uns dez anos de idade, para outra mulher. O discurso é estarrecedor. “A filha da p... não ia ter coragem de ‘triscar’ em mim...

Oh, insensato destino…

Oh, insensato destino, começa um samba de Almir Guineto… Personificaram algo, como encontramos no dicionário, que é determinado pela providência ou pelas leis naturais, no qual nada que existe pode escapar dessa ordem. Mas e se não foi destino? Na verdade, se essa insensatez for na verdade dolosa ou culposa? Um reflexo de nosso povo … Continue lendo Oh, insensato destino…

Botões de rosa…

Estive há pouco participando da solenidade de entrega da medalha de Mérito Legislativo concedida pela Câmara de Altamira a diversos profissionais da comunicação no município. Representantes de todas as emissoras locais (sim, Altamira tem, se não todas, mas os principais sinais de tevê), internet, rádio, impresso e mídias sociais foram agraciados com essa honraria (com … Continue lendo Botões de rosa…

Faz escuro, mas eu canto…

Até anteontem nunca tinha escutado falar em Nara Almeida, modelo influenciadora digital maranhense, que faleceu por conta de um câncer no estômago. Mesmo eu, quando possível, navego e leio sobre política, esporte, música, jogos etc. Me surpreende que uma jovem aos 24 anos tenha sido acometida por uma doença que, quase sempre, é silenciosa, e … Continue lendo Faz escuro, mas eu canto…

Pare(i) de reclamar!

Eu e tantos outros… Só reclamamos. Vivo dizendo que somos um país passivo e sem atitudes realmente enérgicas ou motivadoras de profundas transformações! Reclamo deitado na minha cama usando o celular ou notebook. Ir às ruas não é pra todo mundo. Ser a voz, dar a cara a tapa, levantar ou empunhar uma bandeira… É … Continue lendo Pare(i) de reclamar!

Viva a nova MPB! #sqn

"Fiz essa letra pra te incentivar Mas se você mudar vai fazer falta Se teu hobby é sentar, não vou te criticar, tá de parabéns (parabéns...) Mas preciso de você pro role valer, então senta bem (senta bem...) Oah! Então sarra, então sarra a bunda no chão Então sarra, então sarra o popozão Meu Deus … Continue lendo Viva a nova MPB! #sqn

Por que a gente é assim?

“A capacidade de perdoar vai determinar a qualidade do resto da sua vida mais do que qualquer coisa”. Perdoo os que me fizeram mal. Na verdade, não me fizeram. Eu fiz a mim mesmo. Fica o registro. “O fato é: cada um de nós é a soma dos momentos que já tivemos. E de todas … Continue lendo Por que a gente é assim?

Meia-noite em Paris

Há um filme chamado Meia Noite em Paris em que o personagem principal admira e assume ser apaixonado pela década de 20. Lá, no passado, uma jovem de prenome Amanda e que seria uma das amantes de Picasso e outros pintores, afirma que admira e assume ser apaixonada pela virada do século, no período da … Continue lendo Meia-noite em Paris

A morta fake e o Jornalismo digital

outrodenos

Se confirmada, a trama a seguir é um dos casos mais bizarros da história do Jornalismo paraense, quiçá do Brasil. Rende algumas teses de doutorado para quem curte se debruçar em pós-pós-modernidade e redes sociais.

ZombieWalk_2012_in_Vancouver

O fato é que as pessoas estão completamente malucas. No dia 31 de julho, foi divulgado que uma moça de Belém, belíssima por sinal, foi morta em um assalto em São Paulo. A notícia foi divulgada no Diário Online (DOL) e até TV Record – no dia 1° de agosto a informação foi veiculada no Diário do Pará também. Óbvio que houve uma comoção nas redes sociais. Mas, estranhamente a notícia sumiu dos meios de comunicação.

No perfil da moça, não havia os tradicionais depoimentos com lamentos, orações e etc. O único vestígio da vida da vítima do terrível crime era um texto do namorado no próprio perfil dele, dizendo o quanto estava triste e que infelizmente…

Ver o post original 438 mais palavras

Para os amigos da imprensa regional

Para tirar zero em redação, muitos nem chegaram a escrever. Tirar zero em redação não é algo que se consiga de um ano para outro. Isso é resultado de muitos anos de falta de leitura e falta curiosidade que aprimoram a ferramenta da comunicação, que é a língua, e o conteúdo dela, que é o … Continue lendo Para os amigos da imprensa regional

Herrar é umano! Zerar também!

“Gezuis, derrepente mim deu vontade de fala sobre augo que já mi encomoda faiz tempo mais não sei se é só com migo estariao ozoutros errados?”. Sim, amigo leitor, isso é possível, principalmente se você tiver um pouquinho de paciência para procurar em comentários pelas mídias sociais. Daí buscar a origem de erros como esse … Continue lendo Herrar é umano! Zerar também!