Cidade Livre

“O jornal era a voz do povo de Altamira”. Essa frase que escutei ao acompanhar a exibição do último telejornal da TV Canção Nova, o Cidade Livre, reflete bem o que também penso. Não!!! Isso não é desmerecer os demais noticiários das emissoras locais. Cada um oferece aquilo que mais lhe convém e que lhe … Continuar lendo Cidade Livre

Chocolate “quase” amargo

Willy Wonka morreu. Na verdade, o ator que o imortalizou (melhor que Johnny Deep), Gene Wilder, sofria e ninguém sabia, de Alzheimer. Com um jeito de tio querido, Wilder encantou milhares de crianças, jovens e adultos no clássico A Fantástica Fábrica de Chocolates, em que o pequeno Charlie e outras quatro pequeninhos (nem tanto) vão conhecer a … Continuar lendo Chocolate “quase” amargo

Meia-noite em Paris

Há um filme chamado Meia Noite em Paris em que o personagem principal admira e assume ser apaixonado pela década de 20. Lá, no passado, uma jovem de prenome Amanda e que seria uma das amantes de Picasso e outros pintores, afirma que admira e assume ser apaixonada pela virada do século, no período da … Continuar lendo Meia-noite em Paris

Lágrimas para todos os lados

De um lado, agricultores. Do outro, um médico. Lá, latrocínio. Aqui, tudo aponta para homicídios dolosos. Na mídia nacional, só se fala na redução da maioridade penal, pois o suposto autor do assassinato de Jaime Gold tem 16 anos e 15 passagens pela polícia, a primeira com 12 anos de idade. Na local, busca-se o … Continuar lendo Lágrimas para todos os lados

Para os amigos da imprensa regional

Para tirar zero em redação, muitos nem chegaram a escrever. Tirar zero em redação não é algo que se consiga de um ano para outro. Isso é resultado de muitos anos de falta de leitura e falta curiosidade que aprimoram a ferramenta da comunicação, que é a língua, e o conteúdo dela, que é o … Continuar lendo Para os amigos da imprensa regional

O céu continua em festa

Anos 70, 80 e 90. Michael Jackson, Roberto Bolaños (Chaves), Ayrton Senna. Não necessariamente nessa ordem. Três estilos, três ídolos, várias gerações. Michael revolucionou o videoclipe. Bolaños fez humor sem apelação. Senna encantou uma geração. O legado de Thriller está perpetuado na música pop e seu estilo inovador. O sucesso do criador de Chaves estará … Continuar lendo O céu continua em festa

O amor e o ódio que movem os torcedores

Nunca fui a um estádio de futebol assistir partida do meu Paysandu. Medo? Falta de oportunidade? Nem sei. Agora é mais difícil, morando longe de Belém. Por que então torcer pelo time bicolor? Influência do pai, amigos ou simplesmente uma paixão ao ver, ainda em 91, o bicho-papão ser campeão brasileiro? Por que não ser … Continuar lendo O amor e o ódio que movem os torcedores

O ano só está começando…

Vai ano, entra ano e parece que temos um calendário “oficial” de alguns acontecimentos. Começa com o réveillon e a queima de dinheiro fogos. Depois, no RJ e em outros Estados, chuva, desmoronamento e mortes. As autoridades correm como barata tonta, mas não podem xingar como naquele velho aplicativo. Quem ousa, acaba no Youtube. Fevereiro … Continuar lendo O ano só está começando…

Pão e circo de novo?

Há algum tempo, assisti ao seriado Roma, produzido por um famoso canal americano. A série, como o nome mostra, mostrava as (arti)manhas dos políticos da época, intercaladas no dia-a-dia de dois amigos militares que andavam entre anônimos e ilustres personagens históricos. Opa… Roma? Políticos? Ilustres personagens históricos? Muito longe e cinematográfico. Vamos falar de algo … Continuar lendo Pão e circo de novo?

Mais um BBB…

Ao ler postagem de uma amiga, lembrei desse texto que estava “quase” esquecido. Foi feito ano passado (2012), na estreia da 12ª edição do programa. Acho que não precisa de atualização. “Salve, salve…” Mais um BBB. O décimo segundo. 2012 começou bem… Pra eles? Pra quem? Enquanto os noticiários mostram as enchentes no sudeste, com … Continuar lendo Mais um BBB…

Tragédia anunciada choca o Brasil

“Pai, posso sair?” perguntou o jovem ao Sr. Eduardo (nome fictício). “Não meu filho, fique em casa hoje”, respondeu o pai. Esse pode ter sido um diálogo travado na noite deste sábado. Ou não, mas que em algum lugar do Brasil, em algum dia, já foi ouvido. Ninguém sabe o futuro ou espera o pior. … Continuar lendo Tragédia anunciada choca o Brasil

O perigo de uma única história

Profissão? Repórter! Sim, repórter mesmo. O charme da profissão ainda existe? Sim, existe mesmo. Mas não é o mesmo de anos atrás. Ou é? Vocês já viram a palestra, em vídeo, da escritora nigeriana Chimamanda Adichie? Ela trata de poder e estereótipos e, como o nome indica, sobre o perigo de uma única história. Não … Continuar lendo O perigo de uma única história